MASSA FALIDA

AL: governador pede inclusão de terras do Grupo João Lyra na reforma agrária

Laginha, em União dos Palmares, e Guaxuma, em Coruripe estão no pedido
Por Redação 10/02/2024 - 19:01

ACESSIBILIDADE

Maria Salésia
Laginha, um império caído
Laginha, um império caído

O governador de Alagoas, Paulo Dantas (MDB), tem intensificado seus esforços junto ao governo federal para agilizar a inclusão de terras das usinas Laginha, em União dos Palmares, e Guaxuma, em Coruripe, pertencentes ao Grupo João Lyra, no processo de reforma agrária. A informação foi divulgada neste sábado, 10, pelo jornal O Estado de S. Paulo.

O Grupo do ex-deputado federal João Lyra, ex-congressista considerado em 2010 o mais rico do Brasil com uma fortuna estimada à época em R$ 240 milhões, entrou em falência em 2008 e acumula dívidas vultosas em impostos. O empresário faleceu em 2021.relacionadas_esquerda

Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, o ministro do Desenvolvimento Agrário, Paulo Teixeira (PT), confirmou as solicitações e informou que se comprometeu com Paulo Dantas a examinar o caso.

"Estamos avaliando esta questão, ainda não tomamos uma decisão", declarou o ministro após diálogo com o governador.

As propriedades estão envoltas em batalhas legais com grupos de sem-terra que demandam a desapropriação das áreas, enquanto o governo alagoano alega estar trabalhando para destravar o processo de reforma agrária.

Entretanto, essas terras também estão no centro de uma disputa familiar pela massa falida do ex-deputado federal. Entre os herdeiros do magnata do setor sucroalcooleiro, que já foi considerado o deputado mais rico do país na última década, encontra-se Thereza Collor, viúva de Pedro Collor.

Publicidade


Mantenha-se muito bem informado com as notícias mais importantes do dia de graça direto no Telegram.
Encontrou algum erro? Entre em contato