Conteúdo Opinativo

OPINIÃO

Reeleição de Lira e a aliança do Centrão com Lula representam derrota para Calheiros

Por 05/02/2023 - 16:53

ACESSIBILIDADE

Agência Câmara
Lira
Lira

A reeleição do deputado Arthur Lira para presidente da Câmara Federal e a aliança do Centrão com o Governo Lula representam uma derrota para o senador Renan Calheiros na luta pelo controle político de Alagoas.

Maior adversário de Arthur Lira, Renan lutou o quanto pôde para enfraquecer o deputado e afastá-lo de Lula e do PT; ajudou a reduzir seus poderes com o fim do orçamento secreto, mas o chefe do Centrão deu a volta por cima e ressurgiu mais forte no cenário nacional.

No plano local, Arthur Lira perdeu espaço político nas negociações para o pleito municipal de 2024, cujos eleitos formarão a base da disputa majoritária de 2026. Ao cooptar a maioria dos atuais prefeitos, o MDB de Renan se fortaleceu para a disputa ao governo e ao Senado. Some-se aí a nomeação de Renan Filho no Ministério dos Transportes.

Renan Calheiros e Arthur Lira não disputarão o cargo de governador em 26, mas os dois lutarão com todas as armas para eleger seus candidatos majoritários como forma de assumir o comando político do estado. O sucessor de Paulo Dantas, no entanto, deverá continuar com o atual grupo político comandado pelo deputado Marcelo Victor em parceria com Renan Filho.

Mesmo perdendo o famigerado orçamento secreto, Lira ganhou fôlego ao se manter no comando da Câmara dos Deputados e pode disputar o Senado em 2026, quando duas vagas serão renovadas. Da mesma forma, Renan pode tentar seu quinto mandato consecutivo de senador e pensar na aposentadoria após 40 anos dando as cartas na política nacional.


Mantenha-se muito bem informado com as notícias mais importantes do dia de graça direto no Telegram.
Encontrou algum erro? Entre em contato